Márcio Jerry reafirma candidatura do PCdoB em São Luís, sem descartar diálogo com aliados

Em entrevista ao Canal da Band, nesta quinta-feira (23), o presidente do PCdoB Maranhão, deputado federal Márcio Jerry, reafirmou que seu partido pretende ser protagonista na eleição 2020 em São Luís, com candidatura própria, mas sem descartar o diálogo com a base do governo Flávio Dino, conhecida como “Partido do Maranhão”.

“Estamos naquele momento de botar o time no aquecimento. Vamos entrar em campo e ver como escalamos melhor aquele que vai ganhar eleição dia 4 de outubro. O PCdoB está se preparando para competir no maior número possível de municípios. Vamos, uma vez mais, disputar da melhor forma possível, debatendo, dialogando, apresentando propostas reais que possam se transformar em ações concretas nas cidades do Maranhão, para ampliar o número de prefeitos, de vice-prefeitos e também de vereadores”, afirmou o parlamentar.

Entre outros assuntos, o deputado também lembrou que o governador Flávio Dino lidera uma coalizão de 16 partidos e que é preciso cautela para chegar a um nome único que represente essa frente, tanto na capital como nas cidades do interior.

Flávio Dino convida Luciano Huck a vir ao Maranhão

Visto por aliados como o nome que vai furar a “bolha da esquerda”, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), admite não descartar uma chapa com o apresentador da TV Globo Luciano Huck para a Presidência, em 2022. Em entrevista no estúdio UOL/Folha, o político defendeu a aproximação com o centro para combater o que chama de “nazismo entronizado como política de Estado”. Ele rebateu críticas ao fato de ter mantido encontros com Huck para discutir sucessão presidencial e disse que prefere que o apresentador dialogue com ele do que com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“Quando me reúno com Fernando Henrique, Luciano, Rodrigo Maia, não estou reunido com o indivíduo, estou mostrando que o segmento social tem representatividade”, afirmou. Nome cotado para a próxima disputa presidencial, Huck participou nesta semana do Fórum Econômico Mundial, em Davos (Suíça) junto com lideranças mundiais.

Como foi a conversa com Luciano Huck?

Muito positiva, ele foi muito gentil, apresentou uma concepção dele acerca da necessidade de haver diálogo na vida brasileira, conversamos um pouco sobre essas experiências. Eu lhe convidei para visitar o Maranhão. Não houve debate sobre 2022 porque não tem sentido prático, temos uma estrada muito longa até lá.

O senhor entraria numa chapa com Huck?

Isso dependeria, na verdade, do arranjo político que estaria junto com ele, ou com qualquer outro personagem. Sozinho, não faço nenhum tipo de aliança. Integro um partido político. Não posso descartar [a chapa com Huck], primeiro porque seria mal-educado da minha parte. Em segundo lugar, porque eu não sei exatamente para onde o conjunto de forças da esquerda vai caminhar.

O que Huck e o grupo dele pensam é muito divergente do que a esquerda pensa?

Certamente, é bastante divergente do que nós pensamos. Luciano não é militante da esquerda brasileira. Ele é do campo liberal. As pessoas com as quais ele dialoga são desse campo, com outra visão em relação aos problemas econômicos do Brasil. Agora, isso exclui o diálogo, a possibilidade de, num segundo turno, um apoiar ao outro? No segundo turno, você escolhe aquele que está mais próximo da sua concepção.

O senhor entraria numa chapa com o PT, com Lula ou Fernando Haddad, em 2022? Está muito longe para discutir chapa para 2022, ainda não fui nem convidado. É desrespeitoso discutir chapa agora porque significa estabelecer uma de linha de chegada, antes mesmo da partida, acaba excluindo pessoas. É hora de fazer com que a esquerda retome a iniciativa na sociedade.

Nunca tivemos um período de tanto retrocesso em direitos. Nem na ditadura militar houve tanta destruição do direito dos mais pobres. Veja como é difícil dizer isso, porque sou visceralmente crítico da ditadura militar. Nós temos que conter isto, e não vai ser a esquerda sozinha, não vai ser o PT, ou qualquer outra liderança.

Haddad e a esquerda não erraram em nada?

Claro que errou, mas errar é humano. Errou sobretudo em não ter conseguido ampliar, no segundo turno, na disputa com Bolsonaro. Nós, infelizmente, agregamos menos apoio do que ele. Não houve uma preparação para isto, talvez porque não houvesse a compreensão plena de que isso é imprescindível. Agora está demonstrado que é e eu não quero repetir 2022 a história de 2018, porque aí não precisa nem de eleição, a gente perde logo de saída.

Alguns aliados dizem que não seria possível a eleição de um integrante do Partido Comunista do Brasil para presidente. Também dizem que o comunismo é anticristão.

Os mesmos que diziam que eu não posso concorrer à presidência pelo PC do B são aqueles que achavam que eu jamais seria governador do Maranhão pelo PC do B. Nós vencemos, com o apoio de católicos, evangélicos e de outras religiões. Isso não constitui um obstáculo. Não é verdade que o PC do B seja um partido antirreligioso. Não vou discutir o que, no século 19, no país X ou Y foi feito. Nós somos um partido que tem pluralidade de várias religiões.

De John Cutrm

Gonçalves Dias realiza a II Feira do Agricultor Familiar gonçalvino

Antes do horário previsto para o inicio, dezenas de pessoas já se aglomeravam nas barracas e as vendas tiveram que começar meia hora antes do previsto.

O cantor e compositor local Filô do Baião e Dominguinhos nos teclados animaram a tarde de compras e lazer da população dentro da Quadra Alan Kardec onde aconteceu o evento.

A vice-prefeita Suane Dias compareceu representando o prefeito Toinho Patioba, que não pode comparecer e fez também suas compras nas barracas.

A satisfação estava estampada nos rostos dos feirantes, dos organizadores e do público presente.

O evento promovido pela prefeitura municipal de Goncalves Dias e pela Secretaria Municipal de Agricultura teve total apoio do prefeito Toinho Patioba, um grande incentivador para que se tornasse realidade tal modelo de feira.

A Feira do Agricultor Familiar Gonçalvino veio para ficar em Gonçalves Dias.

Márcio Jerry participa da entrega de ampliação da radioterapia no Hospital Aldenora Bello

O deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) participou, na manhã desta quarta-feira (22), da entrega do primeiro Acelerador Linear do Hospital do Câncer Aldenora Bello. O equipamento, que é utilizado para realizar sessões de Radioterapia e faz parte do projeto de expansão do setor na instituição, foi adquirido pela Fundação Antonio Dino, a partir do convênio com o Governo do Maranhão, que viabilizou apoio financeiro de R$ 5 milhões.

“Fiz questão de acompanhar o governador Flávio Dino neste ato. O apoio do Governo do Maranhão à Fundação Antonio Dino proporciona avanços importantes no tratamento oncológico, como este que presenciamos hoje”, afirmou o parlamentar.

Além do governador Flávio Dino (PCdoB) e do vice-governador Carlos Brandão (PRB), participaram do evento o Secretário de Saúde, Carlos Lula, os deputados estaduais Adelmo Soares (PCdoB) e Duarte Junior (PCdoB), e o deputado federal licenciado Rubens Pereira Jr. (PCdoB), atual secretário das Cidades e Desenvolvimento Urbano, entre outras autoridades.

Garoto de 15 anos é morto por engano em Coroatá

Um garoto de 15 anos de idade, identificado por Luís Fernando Pinto dos Santos, desbravador da Igreja Adventista, morador da Rua Castelo Branco,  bairro Mocó, na cidade de Coroatá  foi levar um prato de comida a um  vizinho por volta das 21h de ontem (21), quando dois bandidos invadiram a casa a procura de um uma outra pessoa identificada por José Augusto.

Os vizinhos da vítima ouviram 9 disparos de arma de fogo dentro do imóvel,  dois deles acertaram o lado direito do tórax do garoto de 15 anos que morreu no hospital de Coroatá após ser socorrido. A outra ´vítima identificada por José Augusto continua internada no hospital macrorregional de Coroatá. Até agora a polícia não tem identificação dos suspeitos.

Blog do De Sá

Deputado Fernando Pessoa se manifesta em vídeo contra fake news

O deputado  Fernando Pessoa se manifestou através de um vídeo, após matérias vinculadas em jornal e blogs com o intuito de denegrir sua imagem Após Fernando Pessoa lança sua pré-candidatura a prefeito de Tuntum várias inverdades foram vinculadas em redes sociais, blogs e Jornal. Fernando Pessoa pediu ao eleitor que continue acreditando e lutando para que Tuntum tenha dias melhores.

Fonte: Minuto da Barra

Equatorial Maranhão deve pagar indenização para consumidora que ficou oito dias sem energia em Mirador

Poder Judiciário condenou a Equatorial Maranhão, antiga CEMAR, ao pagamento de indenização a uma consumidora residente na Comarca de Mirador, 489km da Capital. A concessionária de serviço público, demandada na ação, deverá pagar a quantia de R$ 2.500 pelos danos morais causados. A sentença, assinada pelo juiz Nelson Dias Araújo, titular da unidade judicial, foi publicada no Diário da Justiça Eletrônico – DJE desta terça-feira, 21.

A autora alegou, no processo judicial, que no dia 1º de fevereiro de 2019 houve a interrupção abrupta e imprevista do fornecimento de energia elétrica em sua residência, sendo restabelecido somente sete dias depois (08/02/2019). “Tal fato acarretou danos das mais diversas ordens, haja vista a essencialidade do serviço prestado para os dias atuais”, descreveu a requerente.

Em defesa, a Equatorial sustentou ausência de interesse processual, e que eventuais e isoladas interrupções no serviço de energia elétrica não caracterizam má qualidade da prestação do serviço. “Ademais, não há provas de danos morais nos autos, sendo incabível a inversão do ônus da prova”, argumentou.

Na análise do caso o magistrado entendeu, a partir das provas juntadas ao processo, como verdadeiras as alegações da parte autora e, diante da verossimilhança das alegações, decretou a inversão do ônus da prova. “Apesar das alegações da ré, de que não houve nenhum dano moral, não trouxe nenhuma documentação capaz de comprovar o fato modificativo, impeditivo ou extintivo do direito da autora. Logo, não se desincumbiu da atividade probatória que lhe competia”, frisa o julgador.

SERVIÇO ESSENCIAL – No entendimento do Poder Judiciário, a requerida, na condição de prestadora de serviço essencial, deve desempenhar suas atividades com habilidade e rapidez, dentre as quais o restabelecimento no fornecimento de energia elétrica, vez que se entende como tecnicamente apta ao serviço, devendo possuir material e mão de obra estritamente especializados para os fins a que se destina. “Com efeito, a conduta da parte ré não correspondeu ao que estabelece a Resolução Normativa n. 414, de 09 de setembro de 2010, da ANEEL, agência reguladora do setor de energia elétrica.

O Código de Defesa do Consumidor – CDC, prevê que o fornecedor de serviços responde, independentemente da existência de culpa, pela reparação dos danos causados aos consumidores por defeitos relativos à prestação dos serviços, bem como por informações insuficientes ou inadequadas sobre sua fruição e riscos.

“A requerida é concessionária de serviço público de fornecimento de energia elétrica, sendo responsável pela conservação das linhas de distribuição de modo a não gerar dano a terceiros. Assim, ainda que os danos ocasionados na rede elétrica da localidade tenham se dado por caso fortuito, é obrigação da requerida suportar o risco do negócio ao qual se submete ao assumir a concessão do serviço de energia elétrica”, finaliza o juiz.

A empresa requerida pode, dentro do prazo legal, recorrer às instâncias superiores.

Do Malagueta Notícias

Aprovados no concurso de Tuntum são recebidos pelo Procurador Geral de Justiça do Estado do Maranhão e denunciam o descaso do Gestor Público Municipal em cumprir com a lei e efetivar os aprovados

Aprovados no concurso de Tuntum, acompanhados por advogado, foram recebidos nesta terça-feira  (21), pelo Procurador Geral de Justiça do Maranhão e denunciaram o descaso da Administração Pública Municipal em nomear os aprovados.
O diálogo foi proveitoso e conclusivo. O PGJ/MA se comprometeu a investigar todo ocorrido e dar o melhor resultado que a instituição pode oferecer.
Propostas ilegais como a de nomear aprovados somente um dia após as eleições (feita pela Administração Municipal) foram de total reprovação do PGJ.

Fica o questionamento: POR QUE O PREFEITO FEZ TAL PROPOSTA?

Lembrando:

No dia 23 de março de 2019, a Prefeitura Municipal de Tuntum/MA publicou o Edital nº 001/2019, no Diário Oficial, para provimento de cargos efetivos, no Quadro de Pessoal da Instituição, em obediência ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado com o Ministério Público Estadual do Maranhão.
Os Autores prestaram concurso público para o provimento de cargos na Administração Pública Municipal, nos dias 19 de maio de 2019 – para o nível fundamental e médio, e 26 de maio de 2019 – para o nível superior.
Em 11 de setembro de 2019, com a publicação do Decreto nº 007/2019 – que “homologa o resultado final do concurso realizado pelo município de Tuntum, Edital nº 001/2019 e dá outras providências”, os Autores começaram a acompanhar cotidianamente a ordem de provimento dos aprovas e verificaram que nenhum dos candidatos aprovados foram nomeados até o dia 16 de janeiro de 2020.

Até a data de hoje ninguém ainda foi nomeado.

Márcio Jerry repudia denúncia contra Glenn Greenwald: “mais um absurdo nesse enredo de abusos autoritários”

O deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) criticou, nesta terça-feira (21), a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF), em Brasília, contra o jornalista Glenn Greenwald, do site The Intercept Brasil, que mesmo sem ter sido investigado ou indiciado acabou denunciado por associação criminosa na “Operação Spoofing”. A ação investiga invasões de celulares de autoridades como do ministro Sergio Moro e do procurador Deltan Dallagnol, integrantes da força-tarefa da Operação Lava Jato.

“Essa denúncia do MPF em Brasília não atinge só o Glenn Greenwald. Agride frontalmente a liberdade de imprensa. Mais um absurdo nesse enredo de abusos autoritários. Nosso repúdio!”, afirmou o parlamentar do Maranhão.

As mensagens privadas via Telegram das autoridades recebidas por Greenwald originaram uma série de reportagens feitas pelo The Intercept, Folha de S.Paulo, El País, Bandnews FM, Veja, BuzzFeed News, Agência Pública e UOL, revelando a proximidade entre Moro, então juiz da Lava Jato, e os procuradores da operação. As revelações puseram em xeque a imparcialidade da operação e foram consideradas um divisor de água para entender os rumos políticos do país nos últimos anos.

Desde o início dos vazamentos, o jornalista sempre rejeitou ter auxiliado de qualquer forma os hackeamentos, citando o direito constitucional de sigilo de fonte. Nesta terça, em nota enviada à Folha de S. Paulo, declarou: “Há menos de dois meses, a Polícia Federal, examinando todas as mesmas evidências citadas pelo Ministério Público, declarou explicitamente que não apenas nunca cometi nenhum crime, mas também exerci extrema cautela como jornalista, nem cheguei de qualquer participação. Até a Polícia Federal, sob o comando do ministro Moro, disse o que está claro para qualquer pessoa: eu não fiz nada além do meu trabalho como jornalista – eticamente e dentro da lei. O Governo Bolsonaro e o movimento que o apoia deixaram repetidamente claro que não acreditam em liberdade de imprensa”, disse. Segundo o El Pais, os advogados de Greenwald afirmaram que vão tomar as medidas cabíveis e que pretendem acionar a Associação Brasileira de Imprensa.