Maranhão sobe três posições no ranking de estados com maior número de testes para diagnóstico do Covid-19

Desde o início do enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19) no Maranhão, os dois pilares erguidos pelo Governo do Estado têm sido ampliar a capacidade da assistência à saúde e rastreio dos casos para definição de estratégias. Com este propósito, entre 20 de março e 22 de maio, foram realizados 33.277 testes para diagnósticos da Covid-19, que permitiu ao Maranhão a 6ª posição entre os estados com maior número de testes realizados no país.
Nos últimos 17 dias, o Maranhão subiu três posições no ranking e aumentou, em média, mais de 1,2 mil novos testes realizados, sobretudo na rede pública. “A distribuição dos testes para os 217 municípios permitiu este significativo avanço. Temos um redesenho do Maranhão em menos de um mês, que permite a adoção de medidas pontuais por região. Nosso desafio, contudo, ainda é garantir que os números de testes negativos sejam registrados tanto quanto os positivos. Com mais de 100 mil testes nas mãos dos municípios, nenhuma informação é dispensável”, disse o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.
Os dados são divulgados nos sites oficiais das Secretarias de Saúde de cada estado e reunidas pelo ConectaSUS, um suporte tecnológico e informativo do Governo do Maranhão que monitora todas as informações em Saúde.
Para o coordenador do ConectaSUS, João Cunha, a boa colocação do Maranhão no cenário nacional certifica a transparência da gestão. “O estado vêm demonstrando transparência no enfrentamento à Covid-19. Com o aumento da capacidade de testagem, ampliaremos também o número de casos positivos, aproximando-se cada vez mais do controle do número de infectados”, destacou.
Acima do Maranhão ficaram os estados do Espírito Santo (34.509), São Paulo (35.600), Bahia (40.644), Pernambuco (42.844) e Ceará (85.539). Nas últimas colocações estão Mato Grosso do Sul (4.515), Amapá (4.396), Alagoas (2.594), Tocantins (2.200) e Roraima (2.153). Três estados não divulgam os dados, são eles: Paraíba, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *