Juíza mantém prisão de homem que agrediu a própria mãe

A juíza
Oriana Gomes decidiu manter a prisão do bacharel em direito Roberto Elísio
Coutinho de Freitas, 51 anos, acusado de agredir física e psicologicamente a
mãe, Joseth Coutinho Martins de Freitas, de 84 anos de idade. A determinação
foi tomada durante audiência de custódia realizada nesta segunda-feira (29), na
8ª Vara Criminal da capital.
As agressões
foram flagradas em vídeos, que foram publicados na internet, e chocaram a
população de São Luís. Em sua defesa, Roberto Elísio disse que sofre de
problemas mentais e que pretende buscar ajuda profissional.
A audiência
de custódia foi realizada no fim da manhã desta segunda-feira (29) e Roberto
Elísio já foi levado de volta para Pedrinhas, onde se encontra preso desde a
manhã da última sexta-feira (26) por policiais civis da Delegacia do Idoso.
A magistrada
também foi responsável pela determinação da prisão do acusado na semana
passada. Segundo o Ministério Público do Maranhão, a idosa está sendo assistida
e acompanhada pelo Núcleo Psicossocial do Ministério Público. Após a conclusão
do inquérito, o MP-MA poderá ajuizar Ação Penal contra o agressor.

Uma equipe
composta por policiais, assistentes sociais e psicólogos na manhã de
sexta-feira (26) foi até a residência da idosa para levá-la para fazer os
exames periciais. A delegada Igliana Freitas declarou que a vítima apresentava
sinais de violência, principalmente na mão direita e no pescoço.
Do G1 Maranhão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *