Rigo Teles denuncia nepotismo e abuso da máquina pública em Jenipapo dos Vieiras.

O deputado Rigo Teles (PV) anunciou na quarta-feira (30), durante pronunciamento na tribuna da Assembleia, que vai protocolar denúncia ao Ministério Público Estadual contra o prefeito de Jenipapo dos Vieiras, Gustavo Albuquerque, acusado de empregar, sem concurso público, mais 12 pessoas de sua própria família e alugar prédios dos familiares para abrigar órgãos municipais.
O anúncio foi feito depois que Rigo Teles recebeu, em seu gabinete, os vereadores de Jenipapo dos Vieiras, Ilmar, Ritche, Aurilene e Cleude, que apresentaram as provas das irregularidades. Todos estavam revoltados com o descaso do prefeito, que está afrontando a população e a própria Constituição Federal, que proíbe o emprego de parentes sem concurso público.

Rigo Teles adiantou que o prefeito será denunciado por nepotismo, abuso da máquina pública, abuso de poder financeiro e por dividir os recursos financeiros da prefeitura municipal com os próprios familiares. “O que está acontecendo em Jenipapo dos Vieiras é uma imoralidade, que precisa ser erradicada, com urgência, pela, Justiça, Ministério Público e pela Assembleia”, afirmou. Para o deputado Rigo Teles, as denúncias “tiraram a máscara do prefeito Gustavo Albuquerque”, que durante a campanha política enganou amigos e a população de Jenipapo dos Vieras, prometendo em palanque que se fosse eleito trabalharia para melhorar a qualidade de vida das pessoas mais carentes e jamais empregaria um parente na Prefeitura Municipal.

O CABIDE DE EMPREGOS
Munido de provas, Rigo Teles denunciou que Gustavo Albuquerque empregou o secretário de Administração e Planejamento, Francisco de Assis Benário (esposo da tia do prefeito), o secretário de Finanças e Orçamento, Pedro Santos Albuquerque Filho (tio do prefeito), o secretário de Assistência Social e Cidadania, Cláudio de Oliveira Albuquerque Siqueira (tio do prefeito).
De acordo com Rigo, também estão pendurados no “cabide de empregos” do prefeito a secretário de Educação, Albertina Oliveira Albuquerque de Souza (tia do prefeito), a secretária de Saúde, Ilana Francisca de Souza Araújo (esposa do prefeito), a secretária de Agricultura, Pesca, Meio Ambiente, Assuntos Indígenas, e Projetos Especiais, Ionete Barros de Souza (tia do prefeito).
Conforme Rigo Teles, o prefeito Gustavo Albuquerque empregou também, sem concurso público, a secretária de Assuntos Políticos e Planejamento, Maria da Conceição Oliveira Albuquerque (avó do prefeito), o secretário-adjunto de Administração e Planejamento, Weldon Soares (tio do prefeito) e o coordenador e Contabilidade Interna da Prefeitura, Marcos Siqueira (tio do prefeito).

Conta também na denúncia do deputado Rigo Teles que o prefeito Gustavo Albuquerque empregou em sua gestão o auxiliar administrativo, José Oliveira Lima (tio do prefeito), o bioquímico, Antônio Albuquerque (primo do prefeito), o dentista Fausto Oliveira Júnior (cunhado do prefeito), totalizando 12 pessoas contratadas irregularmente na Prefeitura Municipal de Jenipapo dos Vieras.
PRÉDIOS ALUGADOS
Para o deputado Teles, como se não bastasse os mencionados abusos contra a população e contra a Constituição Federal, o prefeito Gustavo Albuquerque ainda está promovendo nepotismo cruzado na Câmara Municipal e na Prefeitura, e alugando prédios dos próprios familiares para abrigar secretarias e demais órgãos da administração de Jenipapo do Vieiras.
Assecom/Rigo Teles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *