Márcio Jerry: “estamos lutando pra diminuir os danos da reforma da previdência”

 

Após o texto base da reforma da Previdência ser aprovada em primeiro turno na Câmara dos Deputados, a oposição ao governo Bolsonaro se articula para evitar maiores danos à classe trabalhadora. Entre as 20 sugestões de mudança foram apresentadas, a contribuição mínima de 20 anos para homens foi reduzida para 15, além da aprovação de regras mais brandas para funcionários da segurança pública. A sessão desta quinta-feira (11) atravessou a madrugada e seguirá nesta sexta pela manhã.

Para o vice-líder do PCdoB, deputado federal Márcio Jerry (PCdoB), derrubar estes pontos da proposta original enviada por Jair Bolsonaro (PSL), é uma vitória. “Estamos lutando pra diminuir os danos da reforma da previdência. Voltamos o tempo mínimo de contribuição para 15 anos, já que Bolsonaro tinha elevado para 20 anos, o que geraria imensa exclusão. A vitória é importante e seguiremos no esforço pra reduzir as atrocidades da reforma”, afirmou.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), convocou nova sessão para as 9h desta sexta-feira (12), com o objetivo de concluir os outros 13 pontos e encerrar o primeiro turno da previdência. A oposição busca ainda reverter as “perversidades” e melhorar situação dos professores.

“A proposta de Bolsonaro também prejudicava muito as carreiras da segurança pública, mas nós reparamos os danos aprovando emenda em defesa dos policiais federais, rodoviários federais, agentes penitenciários federais. Agora, vamos lutar para aprovar destaque em defesa da aposentadoria dos professores, que também foram duramente atacados pela proposta bolsonarista. O espírito é lutar e vencer!”, concluiu Márcio Jerry.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *