Carlos Brandão, um vice que todo governante quer ter

Atual vice-governador do Estado, Carlos Brandão (PRB) mantém-se no lugar de um companheiro leal ao governador Flávio Dino (PC do B) desde que os dois iniciaram a parceria política no ano de 2014 quando venceram a eleição para governarem, juntos, o Maranhão. Embora seu nome tenha se tornado mais conhecido, de forma geral, após essa promissora aliança, Brandão já era um carismático político eleito deputado federal por dois mandatos seguidos.

Na dinâmica do mandato, o braço direito de Dino no Palácio dos Leões, segue construindo um alicerce forte baseado na lealdade e no alinhamento de ideias. Neste primeiro mandato que encerra em 2018, Carlos Brandão conserva a coerência ao lado do governador. Em, praticamente quatro anos, a parceria entre os dois parece nunca ter sofrido nenhuma espécie de abalo, ao que tudo indica, ambos comungam das mesmas ideologias. As vezes em que foi consultado sobre a atuação do vice-governador, Flávio Dino afirmou que seu vice é nota 10 e que não havia motivo para mudar a configuração da chapa. Ambos lograram êxito nas urnas e terão mais quatro anos para governar o Estado.

A consolidação de Brandão dá-se pelos anos dedicados á vida política no Maranhão. Cumpriu mandatos que lhe conferiram prestígio e o projetaram ao destaque. É um vice consciente de que seu papel é colaborar para o pleno desenvolvimento do mandato, junto com seu aliado, tem derrubado as muralhas do retrocesso no Maranhão. Instalaram uma forma de governar que busca deixar no passado os negativos indicadores sociais, visam a ampliação das conquistas e certamente, com os dons administrativos que possui como empresário, Brandão é peça fundamental para o governo enfrentar e contornar os efeitos da grave crise econômica atravessada pelo país e que exige dos governantes estatais mais demonstração de força e estratégias para controlar gastos, porém sem frear o desenvolvimento.

Veja o quão é importante a decisão de limitar a um vice sua inteira confiança. Essa decisão é parte importante para construção de um governo bem sucedido ou não. Não se constroi fortalezas com areia de mar, se constroi uma base sólida aliando-se aos bem intencionados.

Analise o governo Dino que tomou, democraticamente, através de uma “revolta” popular nas urnas, o poderio de um grupo desgastado e rejeitado apresentando-se como o novo, a mudança necessária, mas pondo como sua fiel “sombra” um homem destemido que será capaz de segurar o rojão em todos os aspectos. Esse feito, atraiu a confiança de eleitores que, após queda da ex-presidente Dilma Rousseff arquitetada por Temer, atentaram mais para a figura do vice, esses mesmo eleitores depositaram, nos dois reeleitos, a esperança do Estado seguir despontando ao crescimento. Carlos Brandão é o vice que todo governante queria em sua chapa um vice disposto a encarar desafios e que se enaltece pelo respeito e pela fidelidade á aliança política.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *