Prefeito Bigú realiza mais uma importante obra em Santo Antônio dos Lopes

A Prefeitura de Santo Antônio dos Lopes por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura, já iniciou com recurso próprio, a obra de revestimento das ruas do Residencial Dias, que fica localizado ao lado do bairro Santa Madalena, e segundo o secretário de Infraestrutura, Manoel de Sousa Lima, todas as ruas irão ser beneficiadas com calçamento de blocos de concreto, sarjeta e meio fio. “Estamos com várias frentes de trabalho em nossa cidade, e o Residencial Dias é uma delas. Aqui o nosso objetivo conforme determinação do nosso prefeito Bigú de Oliveira, é calçar todas as ruas e fazer desse conjunto habitacional um lugar bonito e que possa atrair cada vez mais gente para morar aqui”, disse o secretário.

Serviço em andamento

A presença dos homens trabalhando no local e o avanço do serviço, já é motivo de alegria e satisfação para os moradores, o jovem Jose Pablo é um deles, que é só felicidade. “Vai ser um sonho realizado para todos nós que moramos aqui, e pode ter certeza, vai ficar bonito demais quando as ruas estiverem todas calçadas de bloquetes”, disse feliz da vida o jovem morador

A obra além de estar sendo muito comemorada pelos moradores, também está garantindo renda para mais de 20 profissionais do município, que estão trabalhando na produção dos blocos de concreto, no transporte para o local do serviço e revestimento das ruas, como fala o trabalhador Elielson Nascimento. “É importante demais o prefeito trabalhar e valorizar a mão de obra local, aqui é um exemplo disso, são mais de 60 mil blocos de concreto para cobrir todas as ruas, fazer sarjeta e meio”, a firmou um trabalhador.

Fonte: SECOM/Prefeitura de Santo Antônio dos Lopes

Aprovado na Assembleia Legislativa o fim do auxílio-moradia para deputados do Maranhão

O Plenário da Assembleia Legislativa do Maranhão aprovou por unanimidade, na sessão desta quarta-feira (28), o Projeto de Decreto Legislativo nº 001/2018, que extingue o auxílio-moradia para os deputados maranhenses.

Antes da votação, a proposição passou pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). O texto foi publicado na edição de quinta-feira (22) do Diário Oficial da Casa.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), que conduziu os trabalhos da sessão plenária, destacou a importância da aprovação da matéria.

“Este Decreto Legislativo é fruto do entendimento de todos os parlamentares desta Casa. Cabe frisar que este projeto foi concebido em face do momento de dificuldades financeiras que o nosso país está atravessando. Agora, com a extinção deste benefício, a Assembleia fica liberada para aplicar estes recursos em áreas prioritárias”, declarou.

Em seu primeiro parágrafo, a proposta revoga as disposições do Decreto Legislativo nº 448. “Fica revogado o Decreto Legislativo nº 448 que institui o benefício do auxílio-moradia aos deputados da Assembleia Legislativa e dispõe sobre sua concessão”, estabelece o projeto.

Durante o encaminhamento do projeto no Plenário, os deputados Rafael Leitoa (PDT), Zé Inácio (PT) e Bira do Pindaré (PSB) elogiaram a iniciativa da Mesa Diretora de propor a extinção do benefício. “A Assembleia Legislativa do Maranhão dá um bom exemplo, no momento em que o país enfrenta grave crise econômica”, afirmou Rafael Leitoa.

No mesmo tom, os deputados Zé Inácio e Bira do Pindaré louvaram também a Mesa Diretora frisando que a extinção do auxílio-moradia é um marco na história recente do Parlamento, que deve servir de exemplo para outros Poderes e instituições.

Com a aprovação pelo Plenário, o Decreto Legislativo extingue o benefício do auxílio-moradia a que os deputados tinham direito e passa a valer a partir da data de sua publicação.

O projeto é assinado pelo presidente da Casa, deputado Othelino Neto (PCdoB), e pelos outros parlamentares integrantes da Mesa Diretora: Fábio Macedo (1º vice-presidente), Josimar de Maranhãozinho (2º vice-presidente), Adriano Sarney (3º vice-presidente), Levi Pontes (4º vice-presidente), Stênio Rezende (1º secretário em exercício), Zé Inácio (3º secretário) e Nina Melo (4ª secretária).

HISTÓRICO

O auxílio-moradia foi criado na Assembleia Legislativa, no ano de 1984, através da Resolução Legislativa nº 129/84, que previa “encargos gerais de gabinete” e destinava, dentre outras finalidades, verbas com o objetivo de custear despesas com moradia dos deputados.

Em 2001, houve uma regulamentação determinando a forma de concessão do benefício e as vedações à sua concessão, através do Decreto Legislativo nº 241/2001.

Em 2014, ocorreu, através do Decreto Legislativo nº 448/2014, nova regulamentação, detalhando a forma de prestação de contas e de concessão do benefício. Agora, na sessão desta quarta-feira, o auxílio-moradia foi extinto através da Resolução Legislativa nº 468/2018, que revogou o Decreto Legislativo nº 448/2014.

 

Fábio Macedo propõe audiência pública para tratar do Gás Natural no Maranhão

O vice-presidente da Assembleia Legislativa, Fábio Macedo, se reuniu nesta terça-feira (27), com coordenador de ações  estratégicas da Fiema, Roberto Bastos e o presidente do Sindicato das Oficinas Mecânicas, Antônio Rosa para falar sobre a produção do Gás Natural no Maranhão e seu possível uso pela população como combustível automotivo e gás de cozinha.

Na reunião ficou definida a realização de uma audiência pública para discutir a viabilidade do projeto para que parte da produção seja disponibilizada para benefício da população.  Serão convocados os representantes dos Sindicatos de Taxistas, Ubers, Vans, Governo do Estado, Gasmar e a empresa Eneva, que controla o Complexo de Produção nos municípios de Lima Campos, Capinzal do Norte e Santo Antônio dos Lopes. Além da participação da Fiema e da população em geral.

“Levantamos essa bandeira porque acreditamos que as riquezas produzidas aqui, tenham que beneficiar o nosso povo. Não é justo que todo Gás Natural seja utilizado somente para abastecer a Termoelétrica, cuja energia produzida não é nem utilizada pela nossa população”, disse Fabio Macedo.

O parlamentar ainda lembrou que o Gás Natural é uma opção mais barata de combustível e também é menos poluente. Além disso, o seu uso poderá representar economia para população, visto os preços altos da gasolina e gás de cozinha.

Superintendente Leocadio Cunha visita Juran Carvalho e Ciro Neto em Presidente Dutra

O superintendente regional de Articulação Politica de Barra do Corda, Leocadio Cunha foi recebido na manhã desta quarta-feira (28) pelo prefeito Juran Carvalho de Presidente Dutra e seu filho Ciro Neto pré-candidato a deputado estadual. Na ocasião foi oferecido um café da manhã ao superintendente Leocadio Cunha, que contou com a presença de vários amigos da família.

Assim como o jovem Ciro Neto, Leocadio Cunha é de uma tradicional família politica da região, onde seu pai o saudoso Luiz Coelho Batista, o Luizão foi prefeito de Tuntum e deputado estadual.

Flávio Dino anuncia aumento de salario para professores da rede estadual

O governador Flávio Dino concedeu, nesta terça-feira (27), recomposição salarial a todos os integrantes do Subgrupo Magistério da Educação Básica do Maranhão e professores contratados. A medida, que vai na contramão da maioria dos estados brasileiros, que até o momento não concederam qualquer percentual à categoria, terá impacto anual de R$ 115 milhões na folha de pagamento do Estado.

A recomposição no percentual de 6,81% concedida aos professores da Rede Pública Estadual será paga sobre o vencimento em duas parcelas, sendo 2,71%, implantada no mês de março, e, a segunda, de 3,99% em junho.

Após a implantação integral da recomposição, um professor em início de carreira com 40 horas de jornada semanal terá remuneração de R$ 5.750, 83. Já o docente em início de carreira, com 20 horas semanais receberá o equivalente a R$ 2.875,41.

Aos professores contratados, o Governo do Estado fará a recomposição salarial equiparando os vencimentos ao valor estabelecido pela Piso Nacional em 2018, retroativo ao mês de janeiro.

“Nós governamos em uma conjuntura muito hostil, em todos os sentidos. Temos feito um esforço grande para manter nossas obrigações e ampliar investimentos públicos, principalmente na educação. Essa é uma conquista importante e histórica para a categoria, que reflete em melhorias na área”, destacou Flávio Dino.

Além do aumento na remuneração dos professores, o governador Flávio Dino já concretizou inúmeras ações e benefícios, que representam muito mais do que o cumprimento de direitos, mas, principalmente, conquistas históricas para os professores.

Entre elas, concurso público para 1.500 professores com carga horária de 40h pela primeira vez na história, incluindo 230 vagas para profissionais da Educação Especial e realizará um novo concurso previsto na lei orçamentária para 2018, com oferta, pela primeira vez, de vagas para educação indígena, educação no campo e quilombola.

O governo também avançou na concessão das gratificações nunca antes implantadas, como as de dedicação exclusiva para a educação integral e de educação inclusiva, para os docentes da rede estadual, além do reajuste da gratificação para gestores escolares.

Também realizou de forma inédita no estado concursos internos para ampliação de jornada e unificação de matrículas, beneficiando 1.200 professores em 2017 e mais 1.200 em 2018.

Nos últimos 3 anos, realizou o maior número de estímulos profissionais em igual período de tempo da história: mais de 22 mil progressões, promoções, titulações.

O presidente do  Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma), Raimundo Oliveira, destacou que reconhece o esforço do governo, mesmo diante da crise econômica que assola o país, a categoria obtém inúmeras conquistas.

“E uma proposta aceitável, porque atende dois pontos que é a recomposição sobre o vencimento e o valor integral do percentual. Estamos saindo com um ponto atendido. O Maranhão está saindo na frente com essa recomposição. Isso é fruto do diálogo  com o governo do Maranhão que antes não tínhamos”, destacou.

Do Pagina 2

Jacaré de 2 metros e 100 kg é capturado na zona Norte de Teresina

Um jacaré com mais de 2 metros e pesando aproximadamente 100 kg foi resgatado na noite dessa segunda-feira (26) das ruas do bairro Mocambinho, zona Norte de Teresina. O animal foi visto por populares circulando no bairro e longe das lagoas, nas proximidades do Rio Poty, que costuma habita.

Uma guarnição da Polícia Militar Ambiental foi ao local e conseguiu capturar o animal. O bicho da espécie jacaretinga foi levado ao Parque Zoobotânico de Teresina. O veterinário Alexandre Clark recebeu o jacaré que estava sadio, por isso, na manhã desta terça-feira (27) o réptil foi devolvido numa área mais afastadas da residência no Rio Poti. O veterinário destacou ainda que pelo tamanho e peso, o animal pode ter 50 anos de idade.

Do Fala Piaui

Apadrinhado de Sarney é demitido do cargo de diretor-geral da Policia Federal

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, decidiu nesta terça-feira (27) trocar o comando da Polícia Federal e demitir o atual diretor-geral da corporação, Fernando Segovia.

Para o lugar de Segovia, que permaneceu por pouco mais de 3 meses no cargo, Jungmann indicou o atual secretário nacional de Segurança Pública, Rogério Galloro.

A demissão foi sacramentada durante reunião no Ministério da Justiça na tarde desta terça, poucas horas após a posse de Jungmann, a quem a PF passou a ficar subordinada.

Estavam presentes ao encontro, além de Jungmann, o ministro da Justiça, Torquato Jardim e Fernando Segovia.

Após demitir Segovia, o ministo da Segurança Pública convidou Galloro para o cargo, que aceitou.

Do G1

Homens invadem escola e roubam professores e servidores.

Na tarde da última segunda-feira (26), dois criminosos armados realizaram um assalto a professores e servidores da Unidade Escolar Severiano Sousa, no bairro Acarape, zona Norte de Teresina. No momento do crime, não havia estudantes na escola.

Imagens do circuito interno de segurança da escola, mostram a violência da ação. Os bandidos fugiram levando aparelhos celulares e um veículo, que pertence à diretora da unidade escolar e foi recuperado, na noite de ontem, no estacionamento do Hospital do bairro Buenos Aires. A ação durou cerca de 3 minutos.

“Eles chegaram armados, pegaram os celulares. Renderam o nosso colega e falaram que se não déssemos a chave, ia matar o nosso colega. A diretora pediu calma que ela iria entregar a chave do carro. Foi muito apavorante”, afirmou uma funcionária da escola que não quis ser identificada.

De acordo com a supervisora da escola, a Polícia Civil já esteve no local e colheu as imagens que serão utilizadas na investigação do caso. Segundo a professora, a equipe da escola ficou muito abalada com a situação.

“Depois que eles saíram a coordenadora deu uma crise de choro, porque isso é uma coisa que a gente não espera, principalmente porque trabalhamos com educação”, afirmou.

Fonte: Meio Norte

“A gente só tem a agradecer”, diz professor sobre regulamentação do Magistério Indígena

O futuro da educação indígena passa pela construção do instrumento que vai regulamentar a carreira do magistério indígena. Esse é o objetivo dos Encontros para a Elaboração do Ato Legal para a Instituição e Regulamentação da Profissionalização e Reconhecimento do Magistério Indígena, que iniciou nesta segunda-feira (26) em São Luís.

Professor há 21 anos, Zezico Rodrigues Guajajaras carrega a esperança de ver a profissão valorizada. “Para nós professores indígenas isso é muito importante. Depois de quase 30 anos, finalmente está chegando esse momento e a gente só tem a agradecer a esse Governo que está promovendo esse encontro”, afirmou o professor guajajara da Terra Indígena Araribóia.

A elaboração do Ato Legal e a discussão sobre a regulamentação profissional dos professores indígenas durará oito dias e é um marco para a categoria, como diz a técnica da supervisão indígena escolar, Raimunda Mota. “Esse é um momento ímpar na educação escolar indígena do Maranhão, nós temos no Maranhão mais de mil professores que não tem a sua categoria reconhecida, e agora nós temos esse momento, que é um privilégio estar participando, e que vai se desdobrar com o concurso público”, afirma a técnica.

“Eu acredito que as populações só têm a ganhar, a educação escolar indígena também, a categoria será criada, e isso será um momento de grande importância para os povos indígenas e para a educação escolarizada”, declara Raimunda.

Os encontros contam com professores indígenas das diversas etnias e representantes da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), do Conselho Estadual de Educação (CEE), da Secretaria do Estado de Direitos Humanos (Sedihpop), da Fundação Nacional do Índio (Funai), do Ministério Público Federal e da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), e seguirão até a próxima terça-feira (6) com uma vasta programação.

“Esse vai ser um tempo proveitoso, de trabalho, de conhecimento, de discussão e nós vamos finalizar o nosso trabalho para encaminhar para a Casa Civil, onde lá terá uma outra comissão que deve fazer toda a parte legal para que seja publicado o Plano de Cargos, Carreiras e Salários da Educação Indígena do Maranhão”, disse a supervisora da Educação Escolar Indígena em exercício, Rosileia da Silva Saraiva.

Anexos

Presidente da CNBB lamenta agressividade crescente “compartilhada e alimentada por muitos católicos nas redes sociais”

“Escutar a voz de Jesus implica em viver no amor fraterno”. Este é o ponto de partida da reflexão apresentada pelo arcebispo de Brasília (DF) e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), cardeal Sergio da Rocha, no folheto O Povo de Deus do último domingo, 25. No texto, dom Sergio lamenta que muitos católicos têm compartilhado e alimentado agressividade nas redes sociais e exorta: “É pecado grave usar o nome de Deus ou qualquer religião para praticar ou justificar a violência”.

Comentando o Evangelho do dia, sobre a Transfiguração do Senhor, dom Sergio destaca o convite do Pai para escutar a voz de Jesus e indica a Quaresma como “tempo especial de conversão em preparação para a Páscoa”, e que deve ser vivido através da caridade, como ensina a Igreja.

Foto: arquidiocese de Brasília/Chico Ferreira

A Campanha da Fraternidade (CF) está entre os principais meios de vivência do amor ao próximo na Quaresma, segundo o presidente da CNBB: “Ela é um meio especial para a conversão e a verdadeira caridade”. Para dom Sergio, o lema “Vós sois todos irmãos” pretende contribuir para superar a violência e promover a paz.

O cardeal ressalta que muitas iniciativas podem ser desenvolvidas para alcançar os objetivos da CF deste ano e que cada um pode dar a sua contribuição “para superar a violência e construir a fraternidade e paz nos ambientes em que vive”. Mas lamenta a agressividade crescente “compartilhada e alimentada por muitos católicos nas redes sociais”.

“Diga não à violência nas redes sociais! Não compartilhe conteúdos ofensivos e desrespeitosos. Não participe de grupos de WhatsApp ou de outras redes sociais que disseminam fofocas, fazem linchamento moral e críticas destrutivas, atingindo até mesmo a Igreja”, conclama. 

Para o cardeal, é lamentável que haja pessoas ou grupos que se dizem cristãos ou católicos recorrendo à violência para fazer valer a sua opinião e interesses: “É pecado grave usar o nome de Deus ou qualquer religião para praticar ou justificar a violência”, exorta.

“Quem escuta a voz de Jesus Cristo não alimenta, nem reproduz a violência disseminada na sociedade. Ao contrário, contribui para a paz, através do respeito e do diálogo, da misericórdia e do perdão. Quem escuta a voz de Jesus testemunha a sua palavra “Vós sois todos irmãos”, jamais tratando o outro que pensa diferente como um inimigo a ser combatido, mas como um irmão a ser amando, se necessário com a correção fraterna e o perdão. A paz é dom de Deus a ser compartilhado nesta Quaresma”, finaliza.

Do Portal da CNBB