AS TRÊS PALAVRAS MALDITA

De
José Remy Alves e Silva o Remy da Mata

A
crueldade, a maldade e a mentira são três palavras que cada uma delas por si só
já provoca um Tsunami de tristeza na vida de qualquer pessoa e, são
avassaladoras.

Quando as três se juntam, aí,
não fica pedra sobre pedra. Impressionante como o ser humano dotado de
capacidade intelectual, de dotes que só mesmo os humanos possuem, agem como
irracionais, machucando as pessoas em troca do nada, pelo simples prazer de fazer
o mal, causar o dano, desmoralizar. Aliás, os animais não faria isso, porque
eles se respeitam.

A crueldade do ser humano não é
novidade, sabemos que ela existe desde que o mundo é mundo, “SALMO 5: 6”, porém
cada dia que passa, vemos que as pessoas ao invés de mudarem seu comportamento,
tentando ser melhores como gente, vêm com o passar dos tempos cada dia mais
piorando, sendo mais nocivas.

A falsidade é a arma dos
incompetentes dos covardes, dos francos de personalidade muito usada pelos
falsos, pelos hipócritas como uma erva daninha que se espalha como plumas ao
vento, distribuído a maldade, colhendo vidas, estraçalhando corações, mentes e
desagregando.

A mentira é algo abominável,
fraudulento é uma doença crônica degenerativa típica das pessoas sem um bom
feitio moral que se fazem de amigas, apenas para tentar aniquilar a vida de
outra pessoa, não se importando com nada, como ela foi construída e como um
trator passar por cima das pessoas destroçando, de maneira vil sem piedade, sem
compaixão.

A pessoa falsa é o próprio
demônio, sagaz e astuta, a sua língua estila veneno é cobra peçonhenta da pior
espécie. Pessoa mal amada que não se realizou na vida, que já sentiu o gosto
amargo de um dia ter sido traída por outro. Ela exprime contrariedade, engana,
mente, e, por trás de um sorriso falso, te apunhala pelas costas, sem dó sem
compaixão.

A mentira vem acompanhada da
falsidade e da maldade, e as três juntas são invencíveis, são como células
cancerosas que corrói e mata a alegria das pessoas quando se trata de
desmerecer ou de ofender um semelhante.

É triste, ver que as pessoas
não aprende nunca, não vê que o mal, a nocividade que ele faz hoje ele receberá
em dobro amanhã, é o reflexo do espelho, a famosa lei da ação e da reação onde
tudo que se planta, colhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *