Do Blog De Olho Em Grajaú

A morte de uma índia nas aldeias da região de Grajaú, foi anunciada por esse blog após informações da policia civil. Em seguida outra versão veio à tona informando que o a assassinato da indígena era mentira, após a polícia pressionar pelas informações, a execução da índia foi confirmada.
A índia identificada como Marília Amélia Guajajara, de 52 anos, foi assassinada na aldeia Coquinho II, da reserva Canabrava, na região centro-sul do Maranhão – entre os municípios de Barra do Corda e Jenipapo dos Vieiras. O crime aconteceu por volta das 14h desse sábado (28). A cacique foi morta por dois tiros disparados por um homem identificado apenas pelo apelido “Tuntum”. A informação foi divulgada pelo índio Raimundo Guajajara no programa Domingo Mirante, da rádio Mirante AM. O corpo foi velado nesse sábado.
De acordo com o índio, o assassinato aconteceu em represália a uma manifestação realizada por parte da aldeia que pede mais segurança na rodovia BR-226. Essa parcela da aldeia defende o policiamento dentro da reserva.
Ainda de acordo com Raimundo Guajajara, na quinta-feira (3) pela manhã, a aldeia pretende bloquear o tráfego na rodovia, a fim de chamar a atenção das autoridades de segurança pública do Estado e do governo federal.

4 ideias sobre “

  1. Mostra a lista dos que recebem sem trabalhar! Mas Tem de incluir o Tema, o Kleber, o Joãozim, o Ciço Cunha, que vivem sentando o pau no Chico, mas continuam recebendo da prefeitura.

  2. PEDRO NÃO FICA ZANGADO COM ESTES KRAS, O Q ELES QUEREM É ISSO. NÓS SABEMOS QUE TEM MUITA GENTE RECEBENDO SEM TRABALHA, COMEÇANDO POR ESPOSA DE SECRETÁRIOS E PARANTES DOS MESMOS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *