Morre o homem que combateu as remarcações de preços durante o Plano Cruzado


Morreu por volta das 13h desta terça (26), em São Paulo o senador Romeu Tuma (PTB-SP), 79 anos. A informação foi confirmada pelo filho do senador, o médico Rogério Tuma. O senador estava internado ha 56 dias no Hospital Sírio Libanês, na cidade de São Paulo. Ele era casado com a professora Zilda Dirane Tuma. Deixou quatro filhos e nove netos. Neste mês, o senador passou por uma cirurgia para implantação de um coração artificial, devido a uma grave insuficiência cardíaca. Às 15h desta terça, o hospital Sírio-Libanês divulgou nota, assinada pelo diretor-técnico Antonio Carlos Onofre de Lira e pelo diretor clínico Riad Younes, na qual informa que o senador morreu “em decorrência de falência de múltiplos órgãos”. O velório ocorrerá na Assembléia Legislativa de São Paulo. O corpo será velado na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo. Romeu Tuma exerceu dois mandatos como senador por São Paulo. Durante a campanha eleitoral deste ano, foi internado e não conseguiu se reeleger. Em 1994, disputou pela primeira vez uma eleição e se elegeu senador com mais de 5,5 milhões de votos. Em 2000, foi candidato à Prefeitura de São Paulo, mas terminou em quarto lugar. Nas eleições de outubro de 2002, recebeu 7,27 milhões de votos e obteve novo mandato de senador, com vigência até 2011. Tuma foi o primeiro corregedor parlamentar do Senado Federal. Pertencia ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Casa.
Dois de seus filhos seguiram a carreira política. Romeu Tuma Júnior foi deputado estadual em São Paulo e secretário nacional de Justiça. Robson Tuma foi deputado federal até 2006.

1 pensou em “Morre o homem que combateu as remarcações de preços durante o Plano Cruzado

  1. Um grande homem,era também um grande político, mas como sabemos que nossa vida é uma missão, hoje Romeu turma deve estar perto de Deus, pois ele combateu a corrupção e acima de tudo a sua historia mostrava a honestidade de um homem batalhador, ele que era uma pessoa que tinha como paixão o Corinthians, lá ele encontrava a paz assim ele dizia, e eu como corinthiano, deixo abraços a esse homem… vá com Deus Romeu Tuma..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *